você está em:

MEDICINA ESPORTIVA - QUADRIL

Os avanços científicos e o aumento da perspectiva de vida colocam a Medicina Esportiva em destaque. No ambiente competitivo, os limites humanos estão sempre em contínuo desafio. As competições sempre foram eventos para a exibição pública, o que torna natural a curiosidade sobre a vida, as condições e potencialidades físicas dos atletas. O desafio da Medicina Esportiva é proporcionar a prática de atividade física intensa, sem riscos para a saúde e que contribua para as grandes conquistas.

 

A Medicina Esportiva se desenvolveu com mais intensidade principalmente a partir da década de 40, destacando, na época, os estudos da fisiologia na Alemanha e da cardiologia na Itália. No entanto, durante toda a evolução da traumatologia esportiva, o estudo da articulação do quadril sempre teve um espaço muito restrito e apagado, com pouca importância. Apenas recentemente, nessa atual década, que novos conhecimentos estão fazendo entendermos essa articulação.

Uma nova perspectiva em relação ao quadril já está criada. Até então, dor na região do quadril no esportista, resumia-se grosseiramente a estiramentos musculares, tendinites e a outras inflamações. Uma vez realizado o tratamento, muitos voltavam à prática esportiva, mas em contrapartida, outros estariam condenados a conviver com limitações, prejudicando o desempenho e mesmo a qualidade de vida.

 

É nesse contexto que chamo a atenção para o impacto femoroacetabular, uma entidade patológica do quadril, cuja grande importância se deve a sua incidência na população e as suas consequências.

 

O quadril é uma articulação com grande estabilidade e que recebe uma carga muito grande.

 

A sua anatomia possibilita a mecânica ideal para proporcionar os movimentos dos membros inferiores e para sustentar o peso do corpo. Quando há alguma variação anatômica, mesmo pequena, nessa precisa arquitetura, pode haver um comprometimento da função do quadril. Isso é o impacto femoroacetabular. É uma predisposição da pessoa, que mediante a sua solicitação do quadril no seu dia-a-dia, pode provocar dor e limitações nessa articulação.

 

Há modalidades esportivas que solicitam mais o quadril, como o futebol, tênis, golfe, artes marciais, danças, esportes de quadra, alpinismo, etc. A solicitação do quadril pode ocorrer em temos de carga e de amplitude articular. Sendo assim, o atleta que tenha uma predisposição para o impacto femoroacetabular, pode manifestar dor. Portanto, focando a saúde, qualidade de vida e rendimento, o atleta tem que estar atento a esse problema. É um problema que tem solução e que uma vez tratado, o atleta volta a sua rotina. Por outro lado, hoje sabemos que esse problema, quando não tratado, pode levar a degeneração e a artrose do quadril. É uma das principais causas de artrose do quadril.

Dr. Marcelo G. Cavalheiro
mÉdico ortopedista


Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo, Marcelo G. Cavalheiro fez residência...



MARCELO@DRCAVALHEIRO.COM.BR

ARTROSCOPIA NO JOELHO


A artroscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo. Utilizam-se duas pequenas incisões (portais) no joelho.


CONTINUE LENDO...

ARTROSCOPIA NO QUADRIL


Artrose é o desgaste da articulação, que corresponde a um quadro de dor importante.


CONTINUE LENDO...

criação de site MONTOO · otimização de site EXIBOO